Fofurices de criança

lacinho da Maria Joaquina e bolsa boneca feita sob encomenda

Lacinho amora da Maria Joaquina Criancices (preso na bolsa) e bolsa boneca feita sob encomenda

Artesanato é um presente socialmente correto que carrega carinho e originalidade. Comprar de quem faz muitas vezes é sinônimo de comprar de outras mães e ter a chance de saber como é feito ou conhecer a procedência do produto. O que é feito à mão traz mais energia. Para a criança, um presente especial, alheio à produção em massa, geralmente educativo, desenvolvendo habilidades, de materiais ecológicos ou com diferentes texturas – fofinho mesmo!

Este ano minha filha ganhou vários presentes feitos à mão e com muito amor. “Mandei fazer um presente pra Dora, vai chegar pelo correio”, nos diziam. Até um quebra-cabeças de madeira chegou da Croácia! Recomendo muito retribuir o carinho com esses aqui – caso não consigam encomendar as mesmas ideias de presente em tempo para este Natal, procurem quem tem pronta-entrega online ou em feirinhas:

laco_carambola

Lacinhos
Da Maria Joaquina Criancices, são presilhas ou tiaras customizadas com feltro. Há um grande leque de cores, podem ser feitas sob encomenda. Com lacinhos (nos formatos lima, framboesa, carambola ou amora), em espiral (romã) ou tiaras (linha abacate). Lindinhos, moderninhos, coloridos, alegres. Combinam com qualquer estação, no verão são essenciais, mas no inverno ainda parecem quentinhos! E são foscos e sem frescura, pra quem não gosta de brilho.
O romã é bem pequeninho, pra franjinha ou fios rebeldes, pra prender ou só enfeitar. O amora segura um tufo maior de cabelos (não o cabelo todo, o suficiente pra prender umas mechas no centro da cabeça). Com os dentinhos da garra, a presilha até dura bastante tempo na cabeça! O carambola (o rosa da foto), para meninos e meninas, pode virar gravatinha.
Todos os materiais são brasileiros. Tudo confeccionado à mão. Até a tiara é forrada à mão (na parte interna é de metal, não é daquelas plásticas facilmente quebráveis, então tem uma durabilidade maior).
Quando quer dar uma lembrancinha, acessórios para os cabelos são sempre bem-vindos, pelo menos por aqui!

Bolsa-canguru
Para carregar giz de cera e caderninho ou até um livro, a bolsa-canguru com boneca de pano é um charme. A boneca sai do canguru para brincar. Esta aqui foi personalizada. A presenteada escolheu a cor (azul) e o penteado (duas tranças “como a Anna”) da boneca!
A criadora até mandou um cartão, um mini-livro, com uma mensagem especial para a dona da boneca, escrito à mão, cheio de poesia e encantamento.
Adoramos levar a bolsinha em passeios ou almoços fora de casa. Está sempre perto da porta, com um caderno de desenhos dentro e um estojinho.
Minha irmã encomendou diretamente da arquiteta Marcela Garcia Mellado, de São Paulo, mas já encontrei uma parecida e igualmente bonita na feirinha de domingo do Centro de Recife/PE. Se procurar por “bolsa boneca” no Elo7, encontrará algumas opções.

emilia

Livro de atividades
Feito de acordo com os interesses da criança e sua fase de desenvolvimento. A cada página, uma atividade, que podem ser relacionadas uma com as outras – como a feira, a panela, o prato, vejam o vídeo. A Confeitos e Costuras faz tudo com muito capricho e personaliza o livro de acordo com as preferências da criança. Os personagens favoritos também podem aparecer, como o quebra-cabeças da boneca Emília.
Um presente que cresce com a criança, porque você pode encomendar novas atividades para acrescentar ou trocar.
Ótimo para levar em viagens, almoços em restaurantes. Vem com alça, a criança faz questão de carregar.

Experimentamos: massinha para banho

Fui na Lush Cosméticos olhar produtos pra mim e, pra minha surpresa, quem saiu ganhando foi a Dora. Conhecemos a FUN – massa modelável para limpeza. Uma massinha de modelar que serve como shampoo e sabonete (e é vegana). Dora ganhou a vermelha e a rosa.

Logo que abri o pacote pela primeira vez, pensava que me arrependeria. Começamos pelo vermelho, de tangerina. Seco, ela grudou em tudo antes de entrar no banho. O banheiro branquinho ficou… Vermelho!

massinha vermelha

Sem estresse. Só passar água e sumiu tudo. Nada ficou manchado, nem o rejunte. Por precaução, acho melhor entregar a massinha depois que a moça já entrou no banho (e não ainda de pijama, como na primeira experiência e fotos).

Criança geralmente não quer entrar no banho. E depois não quer sair, né? Agora ela pede e insiste. Depois que acabou, é até mais fácil sair. Não tem como ficar horas brincando porque se desfaz! Tem que cuidar pra não desperdiçar, deixar desmanchar sem espalhar a espuma no corpo, aí sim vai ser difícil economizar água.

massinha de banho

O melhor de tudo isso é que essa brincadeira está incentivando ela se dar banho sozinha. A mocinha de 2 anos e 3 meses já sabe usar o produto melhor que a mamãe. Ela modela logo que entra no banho e então fica esperando se dissolver e desmanchar na água, fazendo bastante espuma. Só aí espalha pelo corpo. Rende bem.

Eu não tenho a mesma paciência. Faço uma bolinha pequeninha e já grudo no cabelo dela para depois espalhar com um pouco d’água. A técnica dela é melhor. Então comecei a pegar um pedacinho e fazer uma bolinha no banho, criando bastante espuma ao modelar – não precisa de muita massinha pra fazer espuma.

No começo estava com receio de usar na cabeça.  Se fosse bebezinha, acho que evitaria pelas cores. Mas aprovei, lava bem, sua composição é natural. Lavando a cabeça, não arde os olhos – só que se colocar a mão cheia de espuma diretamente no olho, aí sim.

Ambos são muito cheirosos, quem passa perto da prateleira já sente. O rosa parece irresistível, no entanto o perfume de tangerina é mais marcante e muito gostoso depois do banho, com cabelo seco, ao menos para a minha sensibilidade. Não chegamos a brincar com mais de uma cor no banho para não misturar os perfumes. A recomendação é usar o vermelho nos banhos da manhã, para acordar. O rosa é mais suave e pode ser usado à noite.

É importante armazenar em um local bem seco, pode ser na própria embalagem de “bala” fechada. Se sobrar um pouco que usou, deixe secar e então guarde em um lugar bem fechado e seco. Se deixar numa saboneteira, molhando, já era!

Leia mais:
Da cabeça aos pés – resenhas de shampoos 2 em 1 para bebês