Leituras para bebês

20131115-120612.jpg

Dora explorando a coleção “Leia para uma criança”

A leitura pode ser saborosa mesmo para os bebês pequenos. Quando chegamos de Porto Alegre (onde visitamos a Feira do Livro), nos esperava um pacote da campanha Leia para uma criança, uma iniciativa #issomudaomundo do Itaú. (Talvez ainda dê tempo de pedir a sua coleção!) Vieram dois livrinhos lindos, deliciosos de ler em voz alta – “O Mundo Inteiro” e “E o dente ainda doía”.

Por enquanto, a Dora gostou mais desse último – perde um pouco a paciência com as soluções e gargalha com o espirro. Acho que se identificou com o jacaré, já com dois mínimos dentes na boca. O outro era mais apetitoso no paladar mesmo. Agora que ela tem dentes e sabe sentar sozinha, parece se sentir toda especial sentada do meu lado para escutar a história.

20131115-120636.jpg

Livro: O Mundo Inteiro

Acompanhando os livros, veio um folheto com os 10 direitos das crianças de 0 a 5 anos em relação à leitura – vou reproduzir aqui, porque a lista é genial:

1 – Toda criança pequena tem direito de ver os livros e as pessoas lendo, observar como elas se comportam e reagem. Isso desperta na criança o interesse pela leitura.
2 – Toda criança pequena tem direito de conhecer os diferentes lugares onde os adultos leem: na cama, no sofá, no chão, no parque ou no ônibus, e pode escolher seus lugares preferidos para ouvir uma história ou “ler” sozinha.
3 – Toda criança pequena tem direito de explorar o livro – sentar em cima, bater na capa, morder, e ao escutar uma história, pode ficar sentada, deitada e em pé.
4 – Toda criança pequena tem direito de escutar muitas histórias na voz de pessoas queridas, todos os dias. Esse é um momento para o adulto demonstrar carinho, conversar com a criança, mostrar e nomear as coisas do mundo.
5 – Toda criança pequena tem direito de aprender a utilizar os livros. Para isso, é essencial que possa manuseá-los, descobrir diferentes tamanhos e formas, tipos de letra e ilustração, ver qual é a capa, como virar as páginas, onde a história começa e termina.
6 – Toda criança pequena tem direito de ouvir a história do jeito que o autor escreveu, sem alterações feitas pelo adulto que lê. As palavras estranhas e diferentes ampliam o conhecimento da criança.
7 – Toda criança pequena tem direito de ficar em silêncio, perguntar e conversar durante as histórias. É natural para ela falar sobre as suas descobertas e suas dúvidas.
8 – Toda criança pequena tem direito de usar a sua imaginação para brincar com os personagens, as ilustrações, os sons das palavras e as situações do livro, criando sua própria história. Ela pode rir, sonhar, entristecer-se, movimentar-se, surpreender-se ou até sentir uma pontinha de medo.
9 – Toda criança pequena tem direito de reconhecer situações do cotidiano das pessoas do seu grupo ou de grupos diferentes através do livro.
10 – Toda criança pequena tem direito de escutar várias vezes a mesma história, mesmo que não olhe para o livro e suas ilustrações. E, se não gostar de algum livro, a criança também tem direito de interromper a leitura.

Fonte: folheto “Leia para uma criança”, da Fundação Itaú Social (2013)

Não é tudo muito justo e verdadeiro? Lembro bem quando tentavam me enrolar e mudavam algum trecho dos livros que liam pra mim antes de aprender a ler!

De Porto Alegre, trouxemos também alguns livros na bagagem. Apesar da área infantil ter perdido o espaço maravilhoso dos anos anteriores (no cais), nosso passeio pela Feira do Livro foi todo voltado para a Dora. Claro que saímos de lá com livros pra ela. O único que comprei para mim era sobre maternidade – ou seja, mais um para a Dora.

Ela curtiu bastante o passeio. Assistiu atentamente a uma orquestra no palco da Praça da Alfândega e a um pocket show de músicas infantis. Encontramos os livros que procurávamos, de 6 a 12 meses, da Editora Girassol, e também livros para o banho, macios e de plástico mas livres de PVC, como um da editora Salamandra.

20131115-120719.jpg

Livro: Miau!

A Girassol publica livros especiais para bebês. A coleção O seu bebê mais esperto é dividida por fases e começa dos 0 a 6 meses. Com páginas duras, cantos arredondados, os livros são traduções da série norte-americana Begin Smart. Voltado para bebês de até 6 meses, “O que bebê vê?” tem apenas imagens – o contraste das cores estimula a visão, e uma narrativa é criada pelo contraste dos desenhos. De 6 a 12 meses de vida, para quem gosta de gatos, tem o “Miau!”, um livro com som e textura.

Abra livros e janelas para a imaginação do seu bebê. Através dessas páginas, você enriquece seu vocabulário e aponta para o mundo. Afinal, o mundo também está ali.

“O mundo inteiro está aqui. Está ali. Está em todo lugar. O mundo inteiro é tudo o que se encontra à nossa volta. Agora.”

Assim encerra e se resume “O Mundo Inteiro”, de Liz Garton Scanton e Marta Frazee (da Paz e Terra, na coleção do Itaú), aproveitando a contracapa como página final.


Leia mais:

A importância da leitura, por uma colega do portal Piccolo Universe

3 thoughts on “Leituras para bebês

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s